Siga-nos!

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

"De Batuque e Acalanto"

De Batuque e Acalanto: obras sacras de Carlos Alberto Pinto Fonseca

 

Este álbum é dedicado a uma significativa parte da obra sacra do mineiro Carlos Alberto Pinto Fonseca (1933-2006), importante compositor no âmbito da música coral brasileira, em especial por suas peças inspiradas pela cultura afro-brasileira.

Como ponto central do repertório aqui oferecido, o Coro Contemporâneo de Campinas apresenta a mais importante e conhecida obra do citado compositor – a Missa Afro-Brasileira (de Batuque e Acalanto) – composta em 1971 como forma de atender a recomendação do Papa João XXIII que, por ocasião do Concílio Vaticano II, teria incentivado os compositores católicos de todo o mundo a utilizar elementos populares e folclóricos de seus países na composição de música sacra.

Premiada em 1976 pela APCA como “Melhor obra vocal do ano”, a obra foi composta para quarteto solista e coro misto a capella, trazendo como marca a presença do sincretismo cultural e religioso brasileiro. Ao longo de toda a Missa o ouvinte poderá perceber, além do uso da língua vernácula em alternância e/ou superposição com o latim, a exploração constante de elementos do folclore e da música popular como o baião, a marcha-rancho, as cantigas de ninar, as cantigas de roda, o canto de aboio, o samba-canção, o choro e, até mesmo, uma citação ao vira português.

Ao lado da Missa Afro-Brasileira, há no álbum três importantes peças sacras de Fonseca que, apesar de pouco conhecidas e divulgadas, são verdadeiras pérolas do repertório coral brasileiro: Uma Ave Maria Afro-Brasileira, oração católica tradicional que recebe nesta versão de Fonseca um tratamento pouco convencional com a utilização de uma rítmica oriunda da cultura afro-brasileira; Alleluia Tulerunt, antífona do Tempo Pascal, tratada de forma contrapontística pela compositor, cujo texto do Evangelho de João, faz referência à cena em que dois anjos abordam Maria Madalena que chorava após sua ida a tumba de Jesus sem encontrar seu corpo; e, por fim, Haec Dies, moteto de Páscoa, cujo texto é tirado do Salmo 117, importante peça do repertório do compositor mineiro por sua complexidade técnico-musical.

 

18/05: Concerto oficial de lançamento do CD:

“De Batuque e Acalanto” Missa Afro-Brasileira e outras obras sacras – 19h30

Coro Contemporâneo de Campinas – Regência de Angelo Fernandes

Local: Mosteiro de São Bento (Rua do Observatório, 138 – Vinhedo/SP)